Não é só cabelo!

Não é só cabelo!

Muita gente tem resolvido assumir o cabelo natural, por isso temos encontrado tantas mulheres com cabelos crespos e cacheados por aí. Se a gente parar pra pensar em como era difícil ver referências de cabelos naturais e volumosos, vamos perceber que está acontecendo uma grande revolução.

Mas isso não acontece apenas porque o cabelo cacheado “virou moda“. Pode até ser que algumas pessoas queiram apenas ficar por dentro das tendências, mas muitas mulheres tem encontrado em seus cabelos, uma maneira de reagir diante dos padrões.

  • Não é moda, é identidade!

Estampas-Desventuras-06

Você já deve ter ouvido essa frase muitas vezes, mas já analisou o que ela representa? Vivemos numa sociedade que insiste em ditar padrões.  A todo tempo somos levadas a acreditar em estereótipos que não nos representam, e isso muitas vezes nos faz esquecer das nossas raízes.

O cabelo crespo sempre foi visto de uma forma muito ruim, por isso, muitas mulheres procuram meios de esconde-lo. Além disso, a mídia insiste em propagar um padrão europeizado que está muito distante da nossa realidade.

Quando eu digo que consegui me libertar da escravidão da chapinha, muita gente acha exagerado. Mas, só quem passou muitos anos presa à necessidade de se encaixar, vai entender o peso que essa afirmação traz. Por isso,  a transição capilar não pode ser vista apenas como mais um esforço para conseguir estar na moda, mesmo que essa mesma mídia insista em reforçar a ideia de que “a tendência dos cabelos cacheados é passageira”.

Quando falamos de aceitação do cabelo natural, existem muitas coisas embutidas nesse processo. E na minha opinião, a maior delas é poder reconhecer quem somos e ter liberdade para aceitar nossas identidades. Isso fortalece a nossa aceitação e é um grande passo para quem busca o amor próprio.

  • O cabelo natural como ato político

1 a 1 a a a a a cab afro anos 70

Grande parte das mulheres que passam pela transição capilar e resolvem assumir seus cabelos naturais, sofriam com a ditadura do cabelo liso. E infelizmente, para a maioria delas isso nunca foi uma escolha.

Num país onde a maioria da população é negra e o racismo (mesmo que velado) está impregnado, o padrão de beleza europeu ainda prevalece. Mas, a aceitação do cabelo natural tem sido uma arma poderosa.

Quando você assume seu cabelo natural, está fazendo parte de uma revolução, mesmo que não saiba disso. Se tem uma coisa que eu aprendi quando estudei no Colégio da Polícia Militar, é que “A palavra convence, mas o exemplo arrasta“. Ou seja, não existe maneira melhor de fazer com que outras pessoas assumam suas identidades, do que dando o próprio exemplo.

Como falei no vídeo acima, eu luto para que meus filhos cresçam sabendo que não precisam se enquadrar em nenhum padrão. Para que sejam pessoas desconstruídas, tolerantes e respeitosas às diferenças. A nossa luta de hoje, refletirá diretamente nas gerações futuras. E se isso não é um ato político, então o que é?

  • Autoestima, aceitação e amor próprio

Estampas-Desventuras-04

Não tem coisa melhor do que olhar no espelho e gostar do que vê. Eu não me canso de falar isso, porque sei bem o que é sofrer por não gostar de si mesmo. Falei sobre isso no post: Em busca da autoestima, aceitação e amor próprio.

Quando assumi meu cabelo natural, comecei a perceber coisas que antes não dava tanta importância. Entendi, que me amar deveria estar acima de qualquer outra coisa, e isso abriu as portas para eu buscar o empoderamento. Só aí, eu pude perceber que os padrões que havia construído até então, não faziam parte de quem eu sou sou, e sim de uma construção social.

Quando olho para meu cabelo natural, lembro do quanto foi difícil chegar até aqui, e isso é um exercício e tanto para a minha autoestima. Cada dia, consigo me amar um pouquinho mais e lembrar que sou linda independente do que os outros dizem.

 

 

About

Ster Nascimento

Ster Nascimento, 22 anos. Gosto do meu cabelo cacheado, do meu descontrole sem pé nem cabeça, do meu 8 ou 80 e da minha zarreza perceptível. As vezes sou um amor de pessoa.

Related Posts
0 comments

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.