Somos pontinhos na imensidão

Somos pontinhos na imensidão

Oi gente, tudo bem? Quem me acompanha aqui no Desventuras, sabe que sábado é um dia sagrado para mim. Literalmente falando! No sentido menos complexo da palavra “sagrado”, basicamente, hoje é o dia que tento me aproximar mais de Deus.

Isso pode até parecer alienado, mas quando se tem uma semana tão conturbada, fica difícil olhar para o Criador diariamente, como deveríamos. Por isso, a instituição do sábado como dia do Senhor, para mim, não é apenas uma questão religiosa, mas uma necessidade.

Mas eu não vim aqui falar sobre isso, foi apenas uma breve justificativa, por eu postar nas categorias Amor maior e Cristão sem mimimi, aos sábados. Hoje fui à igreja e me deparei com uma mensagem maravilhosa, feita pela Graciela Zirke, uma pessoa que admiro muito. Ela falou sobre Deus, o universo e nós. Eu precisava muito ouvir isso, e fiquei tão encantada, que resolvi fazer um breve comentário das conclusões que tive após ouvir as palavras dela.

No post Não se preocupe, eu falei sobre o cuidado que Deus tem por cada um de nós. Isso parece até absurdo, diante das atrocidades que cercam o mundo. Mas não dá para duvidar de um Deus que é tão poderoso e grandioso como o nosso Criador.

O problema, é que por sermos humanos, muitas vezes não percebemos essa grandeza. Mas se a gente parar pra pensar, somos apenas pontinhos nessa vasta imensidão que é o universo. Foi exatamente isso que a Graci falou hoje de manhã. E trazendo para a minha vida, eu pude perceber que tenho passado por dilemas completamente desnecessários, justamente por não compreender a magnitude do poder de Deus.

A partir do momento que tentamos refletir sobre esse poder, é quase impossível duvidar dEle. Porque a própria criação é a maior prova de que Ele é grande o suficiente para cuidar de nós e prover nossas necessidades. Mas até termos fé suficiente para entender que a vontade dEle nem sempre está de acordo com o nosso querer, demora um certo tempo, e eu sei que as vezes é demais processar esse tipo de coisa.

Como se não bastasse acreditar em um Deus com poderes infinitos, ainda temos que crer que a sabedoria dEle é tão grande a ponto de guiar todo o universo impecavelmente. É, parece mesmo surreal pensar assim. Mas também pudera, somos apenas pontinhos comparados à grandeza do universo, e por sermos tão pequenos, é mesmo difícil entender. Aceitar isso, é um passo enorme para crermos que existe um ser ansioso por cuidar de nós.

Bom, só queria compartilhar com vocês um pouquinho do que estou sentindo hoje. Espero que tenham gostado. Fiquem com a música Talvez, de Felipe Valente, que retrata perfeitamente o que tentei dizer. Um super beijo. Amo vocês! <3

  • Gostou? Leia também:

Amor maior

Top 5: Músicas para ouvir numa tarde de sábado

Sobre ser Cristão

About

Ster Nascimento

Ster Nascimento, 22 anos. Gosto do meu cabelo cacheado, do meu descontrole sem pé nem cabeça, do meu 8 ou 80 e da minha zarreza perceptível. As vezes sou um amor de pessoa.

Related Posts
0 comments

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.